São Paulo - Fale conosco sem gastar pulsos
caso ainda não tenha Skype instalado
CLIQUE AQUI
Mande um E-Mail
vendas@fkcomercio.com.br

ATENDIMENTO DE SEGUNDA A SEXTA DAS 8:30 as 12:30 E DAS 13:30 as 17:30 hs

Ir para Home »
Você está em Tubo e anel de concreto
Tubo e anel de Concreto    
TUBOS DE CONCRETO SIMPLES E ARMADO
-VENDA DE TUBOS DE CONCRETO E CANALETAS PARA ÁGUA PLUVIAL E ESGOTO TUBOS DE CONCRETO SIMPLES
COM PONTA E BOLSA
SEÇÃO CIRCULAR -VBR 8890/2007
NomeDescrição
Tipo
Diâmetro
Interno(mm)
Altura(mm)Espessura
parede(mm)
Peso (Kg)
Tubo de concretoPS-1 2001.0003066
Tubo de concretoPS-1 3001.0003598
Tubo de concretoPS-1 4001.00035158
Tubo de concretoPS-1 5001.00035220
Tubo de concretoPS-1 6001.00035300
Tubo de concretoPS-1 8001.00035400
FK-VENDA DE TUBOS DE CONCRETO E CANALETAS PARA ÁGUA PLUVIAL E ESGOTO TUBOS DE CONCRETO SIMPLES
COM PONTA E BOLSA
SEÇÃO CIRCULAR -NBR 8890/2007
NomeDescrição
Tipo
Diâmetro
Interno(mm)
Altura(mm)Espessura
parede(mm)
Peso (Kg)
Tubo de concretoPS-2 2001.5003598
Tubo de concretoPS-2 3001.50035147
Tubo de concretoPS-2 4001.50035237
Tubo de concretoPS-2 5001.50050330
Tubo de concretoPS-2 6001.50055450
Tubo de concretoPS-2 8001.50065620
FK-VENDA DE TUBOS DE CONCRETO E CANALETAS PARA ÁGUA PLUVIAL E ESGOTO TUBOS DE CONCRETO ARMADO
COM PONTA E BOLSA
SEÇÃO CIRCULAR -NBR 8890/2207
NomeDescrição
Tipo
Diâmetro
Interno(mm)
Altura(mm)Espessura
parede(mm)
Peso (Kg)
Tubo de concretoPA-1 3001.50035195
Tubo de concretoPA-1 4001.50040230
Tubo de concretoPA-1 5001.50050360
Tubo de concretoPA-1 6001.50055470
Tubo de concretoPA-1 8001.50065645
Tubo de concretoPA-1 1.0001.500100998
Tubo de concretoPA-1 1.2001.5001201.296
Tubo de concretoPA-1 1.5001.5001301.640
FK-VENDA DE TUBOS DE CONCRETO E CANALETAS PARA ÁGUA PLUVIAL E ESGOTO TUBOS DE CONCRETO ARMADO
COM PONTA E BOLSA
SEÇÃO CIRCULAR -NBR 8890/2207
NomeDescrição
Tipo
Diâmetro
Interno(mm)
Altura(mm)Espessura
parede(mm)
Peso (Kg)
Tubo de concretoPA-2 3001.50035195
Tubo de concretoPA-2 4001.50040230
Tubo de concretoPA-2 5001.50050360
Tubo de concretoPA-2 6001.50055470
Tubo de concretoPA-2 8001.50065668
Tubo de concretoPA-2 1.0001.5001001.052
Tubo de concretoPA-2 1.2001.5001201.362
Tubo de concretoPA-2 1.5001.5001301.710
FK-VENDA DE TUBOS DE CONCRETO E CANALETAS PARA ÁGUA PLUVIAL E ESGOTO TUBOS DE CONCRETO ARMADO
COM PONTA E BOLSA
SEÇÃO CIRCULAR -NBR 8890/2207
NomeDescrição
Tipo
Diâmetro
Interno(mm)
Altura(mm)Espessura
parede(mm)
Peso (Kg)
Tubo de concretoPA-3 4001.50040230
Tubo de concretoPA-3 5001.50050360
Tubo de concretoPA-3 6001.50055470
Tubo de concretoPA-3 8001.50065668
Tubo de concretoPA-3 1.0001.5001001.052
FK-VENDA DE TUBOS DE CONCRETO E CANALETAS PARA ÁGUA PLUVIAL E ESGOTO TUBOS DE CONCRETO ARMADO
COM PONTA E BOLSA
SEÇÃO CIRCULAR -NBR 8890/2207
NomeDescrição
Tipo
Diâmetro
Interno(mm)
Altura(mm)Espessura
parede(mm)
Peso (Kg)
Tubo de concretoPA-4 5001.50050360
Tubo de concretoPA-4 6001.50055470
Tubo de concretoPA-4 8001.50065668
Tubo de concretoPA-4 1.0001.5001001.052

De um clique na foto do produto e conheça a linha de aneis e canaletas

ANEL DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA ANÉIS DE CONCRETO
ANEL PARA POÇO
ANEL PARA FOSSA SEPTICA
ANEL PARA SUMIDOURO
ANEL PARA FILTRO ANAEROBICO
MEIA CANALETA DE CONCRETO CANALETA DE CONCRETO
MEIA CANA
CANALETAS PARA
ÁGUA PLUVIAL
MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

INTRODUÇÃO.
A escolha do material a empregar (tipo de tubulação) nas redes coletoras de esgotos sanitários é função das características dos esgotos, das condições locais e dos métodos construtivos mas os seguintes aspectos normalmente devem ser considerados:
*- Condições de escoamento.
*- Resistência a cargas internas e externas, resistência à abrasão, resistência à ação de substâncias agressivas.
*- Condições de impermeabilidade e juntas adequadas.
*- Disponibilidade de diâmetros necessários.
*- Facilidade de transporte, assentamento e instalação de equipamentos e acessórios.
*- Custos (material, transporte e assentamento)
As tubulações utilizadas poderão ser moldadas no local ou pré-moldadas. As tubulações moldadas no local são normalmente de concreto armado, e as tubulações pré-moldadas podem ser de vários materiais.

-TUBULAÇÕES MAIS UTILIZADAS EM REDES COLETORAS DE ESGOTOS SANITÁRIOS. As tubulações normalmente mais utilizadas para as redes coletoras de esgotos sanitários são: tubos cerâmicos, tubos de concreto, tubos plásticos, tubos de ferro fundido e tubos de aço.

- TUBOS DE CONCRETO. Estas tubulações podem ser de concreto simples (ponta e bolsa) ou de concreto armado (moldados no local ou pré-moldados).
Os tubos de concreto simples apresentam o diâmetro variando de 200mm a 1000mm (NBR- 8889/2007: classe PS-1 e PS-2).
Os tubos de concreto armado apresentam o diâmetro variando de 400mm a 2000mm (NBR- 8890/2007: classe PA-1 e PA-4).
Os tubos de concreto apresentam baixa rugosidade e são utilizados principalmente nas seguintes situações:
*- Em canalizações a partir de 400 mm , para as quais não são normalmente oferecidos tubos cerâmicos (coletores tronco, interceptores e emissários).
*- Em canalizações que exigem resistência acima da oferecida por outros tipos de tubos, porque a resistência da tubulação pode variar com a espessura e com a armadura utilizada.
*- Quando a fabricação no local da utilização se torna mais conveniente do que a aquisição de outros tubos (transporte).
Os tubos de concreto estão sujeitos ao ataque químico(corrosão por ácido sulfúrico), o ácido sulfúrico ataca o cimento enfraquecendo a tubulação (diminuindo a resistência da tubulação) e proporcionando o rompimento da canalização. O ácido sulfúrico é proveniente de compostos originados da decomposição anaeróbica do esgoto.

-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA

Para as canalizações de esgoto sanitários normalmente se empregam tubos de ponta e bolsa com anel de borracha (concreto simples e concreto armado), mas as tubulações poderão ser também de pontas lisas para luvas ou de encaixe a meia espessura.
Os tubos de concreto bem como os anéis de borracha para a junta elástica devem ser submetidos a ensaios normalizados pela ABNT (resistência à compressão diametral, verificação da permeabilidade, estanqueidade e índice de absorção de água / dureza, tração, deformação, envelhecimento e determinação da absorção de água). - LIGAÇÕES PREDIAIS. A ligação predial ou coletor predial é o trecho de tubulação compreendido entre a última inserção de sub-coletor, ramal de esgoto ou de descarga, ou caixa de inspeção geral e o coletor público ou sistema particular. O coletor predial deve ser assentado obedecendo às declividades mínimas exigidas para cada diâmetro de tubulação, conforme a tabela abaixo:

-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA

-DIMENSIONAMENTO DO COLETOR PREDIAL.
O diâmetro mínimo recomendado é de 100 mm e o seu dimensionamento pode ser feito considerando o número máximo de unidades Hunter de Contribuição (UHC) e a declividade do coletor.

-SISTEMAS DE LIGAÇÃO DO COLETOR PREDIAL A REDE DE ESGOTOS.
O sistema de ligação depende principalmente dos seguintes fatores:
*- posição da rede coletora na via pública.
*- época de execução da rede coletora em relação ao pedido de ligação do coletor predial.
*- do conhecimento correto das testadas dos lotes.
*- razões de ordem econômica.
A figuras 1a , 1b e 1c mostram os tipos de ligação de esgotos quanto a posição da rede coletora.

-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA
-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA
-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA


-SISTEMA ORTOGONAL COM LIGAÇÕES SIMPLES(FIGURA 2).
O sistema ortogonal com ligação simples é quando um único ramal predial é encaminhado a rede coletora, de tal forma que o ramal predial fique perpendicular ao alinhamento da lote.

-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA



-SISTEMA ORTOGONAL COM LIGAÇÕES MÚLTIPLAS (FIGURA 3).
O sistema ortogonal com ligações múltiplas é quando por um único ramal predial são esgotados dois ou mais prédios (ramal interno, sub-ramal e ramal predial). Este sistema é utilizado principalmente pelos seguintes motivos:

*- A rede coletora está no leito carroçavel.
*- Atestada dos lotes não é conhecida ou não ficou definida.
*- Não se deseja ou procura-se evitar danos ao pavimento.

-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA


-O SISTEMA RADIAL COM LIGAÇÕES MÚLTIPLAS (FIGURA 4).

O sistema radial com ligações múltiplas é quando são encaminhados mais de um ramal predial para a derivação vertical do tê de ligação ou selim. Este sistema é utilizado principalmente pelos seguintes motivos:
*- Quando o te de ligação já foi deixado em pontos pré-determinados, durante a execução da rede coletora, guardando uma distância pré-determinada entre si;
*- Não foi deixado tê de ligação onde seria necessário e/ou existia impedimento para a colocação de selim.
-VENDA DE ANÉIS E TAMPAS DE CONCRETO PARA POÇO E FOSSA

NORMAS DE TUBOS E ADUELAS

A Norma Técnica é a única ferramenta Legal que oferece ao consumidor, prestador de serviço e fornecedor, diretrizes e restrições à elaboração e execução de uma atividade ou aquisição de um produto técnico.

No nosso caso, nos referenciamos as Normas Técnicas da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas, onde citamos algumas:

NBR 8890/2007 e errata de 2008

Tubo de concreto de seção circular para águas pluviais e esgotos sanitários - Requisitos e métodos de ensaios

Os tubos de concreto contam com uma norma atualizada, levando em conta toda a tecnologia existente no país e com todo o rigor de qualidade.

As classes de resistência estão com nova nomenclatura, onde os tubos de concreto destinados à condução de águas pluviais estão classificados como PS1 e PS2 (tubos simples) e PA1 a PA4 (tubos armados) e os destinados à condução de esgotos sanitários, ES (tubos simples) e EA4 (tubos armados).

Agora, a mesma norma especifica e determina as metodologias para a execução dos ensaios de caracterização dos tubos de concreto.

NBR 15396/2006

Aduelas (galerias celulares) de concreto armado pré-fabricadas - Requisitos e métodos de ensaios

Este segmento de Aduelas, agora tem uma norma atualizada, que leva em conta a tecnologia existente no país e com todo o rigor de qualidade.

As características dos materiais e detalhes de projeto, tais como forma, dimensões e tolerâncias, posição das armaduras, características do acabamento, detalhe da junta, bem como critérios para inspeção, ensaios e parâmetros para aceitação das aduelas, constam nesta norma.

NBR 15319/2006 e errata de 2007

Tubos de concreto de seção circular para cravação - Requisitos e métodos de ensaios.

As características dos materiais métodos de dosagem do concreto, processo de moldagem dos tubos, características do acabamento, método de cura, dimensões e tolerâncias, tipos de junta, instruções para estocagem, identificação e manuseio do produto final, bem como critérios para inspeção, ensaios e parâmetros para aceitação de lotes de fornecimento de tubos, estão dispostos nesta norma.

Projeto de Norma PN 02.107.02-001

Execução de obras de esgotos sanitário e drenagem de águas pluviais, utilizando-se tubos e aduelas de concreto

NBR 12266/1992

Projeto e execução de valas para assentamento de tubulações de água, esgoto ou drenagem urbana

Essa norma determina as condições para a elaboração de projeto e execução de obras, onde o assentamento da tubulação é feita em vala.

Estabelece também critérios para o posicionamento da vala nas vias públicas, localização e distâncias mínimas entre as tubulações, como o dimensionamento do escoamento.

NBR 9648/1986

Estudo de concepção de sistemas de esgoto sanitário 

Essa norma determina as condições no estudo para a concepção de sistemas de esgoto sanitário, no desenvolvimento do projeto, regulamentação específica das entidades responsáveis pelo planejamento e desenvolvimento do sistema de esgoto sanitário.

NBR 9649/1986

Projeto de redes coletoras de esgoto sanitário

Essa norma determina as condições para a elaboração do projeto hidráulico-sanitário de redes coletoras de esgoto sanitário, de acordo com a regulamentação específica das entidades responsáveis pelo planejamento e desenvolvimento do sistema de esgoto sanitário.

NBR 9814/1987

Execução de rede coletora de esgoto sanitário

Essa norma determina as condições para a construção de rede de esgoto sanitário.

VANTAGENS DOS TUBOS DE COCRETO

Tubos de Concreto

Veja porque os tubos de concreto são a melhor solução para esgotamento sanitário e drenagem de águas pluviais:

Confiabilidade, Normalização, Qualidade, Funcionalidade, Desempenho, Manutenção e Limpeza.

O Brasil tem uma longa tradição na utilização de tubos de concreto em obras de canalização de águas pluviais e esgoto sanitário.
Normas da ABNT de especificação e metodologias de ensaios definem suas condições de qualidade e resistência.
Trata-se de um material rígido, não sujeito a ocorrência de ovalização ou esmagamento sob ação de cargas, garantindo a estabilidade de aterros e condições favoráveis de escoamento hidráulico.
Seus sistemas de encaixe (ponta e bolsa ou macho e fêmea) permitem fácil execução e garantem confiável estanqueidade destes pontos.
Possuem excelente desempenho no transporte de líquidos agressivos de várias procedências, como esgotos sanitários, efluente industriais e líquidos aquecidos e corrosivos.
Os procedimentos de manutenção e limpeza são de domínio público, o que torna o processo mais fácil e seguro.

CONHEÇA OS TUBOS DE CONCRETO

Águas Pluviais
-
Os tubos de concreto são peças circulares pré-moldadas de concreto, com encaixe macho e fêmea ou ponta e bolsa. São utilizados em galerias de águas pluviais, drenagem de aeroportos e rodovias, galerias e bueiros.
- Características Técnicas ( servem para tubos e aduelas de concreto ), segundo a NBR 8890/07 e errata de 2008:

•  Cimento: qualquer tipo de cimento, estando de acordo com a NBR 5732 ou NBR 5733 ou NBR 5735 ou NBR 5736 ou NBR 5737;
•  Armadura: pode ser utilizada barras de aço ou telas soldada, conforme NBR 7480 ou NBR 7481;
•  Fibras de aço: que atenda as especificações da NBR 15530;
•  Agregados: selecionados, livres de impureza, conforme NBR 7211;

- A seguir, classes de resistências e diâmetros comercializados comumente:

Tubos Simples, não armados, que tem as nomenclaturas: PS1 ou PS2

Compressão diametral de tubos simples
DN
Água pluvial
Carga mínima de ruptura kN/m
Classe
PS1
PS2
200
16
24
300
16
24
400
16
24
500
20
30
600
24
36

Tubos Armados, que tem as nomenclaturas: PA1, PA2, PA3 ou PA4

Compressão diametral de tubos armados e/ou reforçados com fibras de aço
DN

Carga mínima de fissura (tubos armados) ou carga isenta de danos (tubos reforçados com fibras) kN/m

Carga mínima de ruptura kN/m
Classe
PA1
PA2
PA3
PA4
PA1
PA2
PA3
PA4
300
12
18
27
36
18
27
41

54

400
16
24
36
48
24
36
54
72
500
20
30
45
60
30
45
68
90
600
24
36
54
72
36
54
81
108
700
28
42
63
84
42
63
95
126
800
32
48

72

96
48
72
108
144
900
36
54
81
108
54
81
122
162
1 000
40
60
90
120
60
90
135
180
1 100
44
66
99
132
66
99
149
198
1 200
48
72
108
144
72
108
162
216
1 500
60
90
135
180
90
135
203
270
1 750
70
105
158
210
105
158
237
315
2 000
80
120
180
240
120
180
270
360

Esgoto Sanitário

-
Os tubos de concreto são também utilizados nos sistemas de esgoto sanitário (emissário e redes troncos de esgotamento sanitário). Possuem características que o permitem resistir ao ataque químico produzido pelo transporte de esgoto sanitário e não apresentam risco de contaminação do sub-solo, pois também possuem junta elástica, garantindo a estanqueidade do sistema, isto é, não permite a saída (vazamento) do esgoto transportado.
- A seguir, classes de resistências e diâmetros comercializados comumente:

Tubos Simples, não armados, que tem a nomenclatura: ES

Tubos de Concreto Simples
DN
Carga mínima de ruptura kN/m
Classe
ES
200
36
300
36
400
36
500
45
600
54

Tubos Armados, que tem as nomenclaturas: EA2, EA3 ou EA4

Tubos de Concreto Armado - Esgoto Sanitário
DN

Carga mínima de fissura (tubos armados) ou carga isenta de danos (tubos reforçados com fibras) kN/m

Carga mínima de ruptura kN/m
Classe
EA2
EA3
EA4
EA2
EA3
EA4
300
18
27
36
72
41
54
400
24
26
48
36
54
72
500
30
45
60
45
68
90
600
36
54
72
54
81
108
700
42
63
84
63
95
126
800
48
72

96

72
108
144
900
54
81
108
81
122
162
1 000
60
90
120
90
135
180
1 100
66
99
132
99
149
198
1 200
72
108
144
108
162

216

1 500
90
135
180
135
203
270
1 750
105
158
210
158
237
315
2 000
120
180
240
180
270
360

Aduelas
- As aduelas de concreto, são peças retangulares pré-moldadas de concreto, com encaixe macho e fêmea, que são utilizadas nos sistemas de drenagem pluvial (Galerias de Águas Pluviais) de vias urbanas, rodovias e aeroportos, canalizações de córregos a céu aberto ou fechado, pontes etc.
- As aduelas devem ter as suas dimensões especificadas, variando-se a base e a altura de 0,50m. Como ilustração ver tabela abaixo:

Dimensões de Aduelas

Largura (m)

Altura (m)

Largura (m)

Altura (m)

1,00

1,00

-

-

1,50

1,00

1,00

1,50

2,00

1,00

1,00

2,00

2,50

1,00

1,00

2,50

3,00

1,00

1,00

3,00

3,50

1,00

1,00

3,50

4,00

1,00

1,00

4,00

1,50

1,50

-

-

2,00

1,50

1,50

2,00

2,50

1,50

1,50

2,50

3,00

1,50

1,50

3,00

3,50

1,50

1,50

3,50

4,00

1,50

1,50

4,00

2,00

2,00

-

-

2,50

2,00

2,00

2,50

3,00

2,00

2,00

3,00

3,50

2,00

2,00

3,50

4,00

2,00

2,00

4,00

2,50

2,50

-

-

3,00

2,50

2,50

3,00

3,50

2,50

2,50

3,50

4,00

2,50

2,50

4,00

3,00

3,00

-

-

3,50

3,00

3,00

3,50

4,00

3,00

3,00

4,00

3,50

3,50

-

-

4,00

3,50

3,50

4,00

4,00

4,00

-

-

Google